Onde fui parar?!

O que aconteceu comigo?! Me pergunto várias vezes. Parece que fiquei com baixa imunidade para os problemas da vida. Me desconheço. Procuro várias vezes aquela menina simples, sem muitas ambições, mas cheia de sonhos e com um sorriso sem graça no rosto. Que mesmo quando tudo apertava, continuava solta e leve.

Onde eu fui parar com essa minha ansiedade, esse desejo incontrolável de querer controlar a minha vida sem conseguir sequer sair do lugar. Fiquei exigente comigo e com as pessoas. Se não for do meu jeito e na minha hora eu não quero mais. Enquanto não resolvo, não durmo, não começo e não me convenço. Enquanto não falo, engordo de tristeza e me explodo de impulsividades.

Estou achando meus pedaços em cada canto pelos lugares que nunca passei. Onde foi parar a minha delicadeza dos momentos ruins que tanto superei? Quero de volta a minha leveza para poder voar, e se cair superar. Quero de volta a minha paciência de conseguir viver cada dia de uma vez, sem perder a esperança e sem atropelar quem me ama.

Maíra Cintra

3 comentários:

Fabi disse...

Curto e simples, mas com uma intensidade enorme! Parabéns!!!!

Sayonara disse...

Perfeito.

Poeta da Colina disse...

Cada dia mais percebo o quanto é normal nessa vida chegar neste lugar onde não somos nada do que nos trouxe até aqui e ainda não somos nada do que nos fará seguir em frente.

Mas é normal descobrir que para ser livre é preciso tomar a vida com as próprias mãos.