Não depende só de mim.


Sei que muitas coisas dependem de mim, mas todos nós sabemos que muitas outras coisas dependem do mundo a nossa volta. Nem tudo é tão fácil como dizem por aí, e quando percebemos que não é tão fácil quanto pensávamos, nos resta termos paciência, esperança e fé. Na maioria das vezes não nos falta coragem, nem vontade, muitas vezes nos falta opção e estabilidade para seguirmos em frente.
São tantas pedradas que temos que desviar e obstáculos que temos que passar, que o tempo vai nos mostrando que cada dificuldade, mesmo que pareça igual, nos ensinam coisas totalmente diferentes. A gente assusta, mas somos obrigados a passarmos por cima de cada uma delas. A cada mentira, a cada puxada de tapete, a cada traição é um pouco da nossa energia que vai embora, temos que ir nos recuperando com coisas boas no meio do caminho e aprender a não levar isso como bagagem. 
Eu não sou abrigada a dizer que estou feliz o tempo todo, pois seria uma grande mentira. E eu também não sou obrigada a dizer "sim" contra a minha vontade, seria injusto depois de receber tantos "nãos'. Depois de tantas más vontades que já engoli, hoje aprendi a dizer o que penso e o que eu tenho ou não tenho vontade de fazer. 
Não pense você que muitas coisas que não deram certo comigo foi simplesmente minha culpa. Não pense que não lutei para não cair, que não segurei a barra para não desanimar e que não me equilibrei quando tentavam me empurrar. Não julgue sem saber. Foram tantas as tentativas que não tenho mais medo de perder.
Às vezes temos que fazer algumas escolhas por pura necessidade de nos manter. É fácil ir levando, o difícil é fazer a nossa mente acreditar que está tudo bem. A luta contra nós mesmos é constante e ainda existem pessoas que aparecem para nos confundir. O que não podemos, de maneira nenhuma é desistir de onde queremos chegar e de perder a consciência de onde estamos. Podemos desistir de todos, mas nunca devemos desistir de ser quem somos. 
Maíra Cintra

4 comentários:

Caroline disse...

Me identifiquei com grande parte do texto. Interpretei cada palavra e o texto é muita sinceridade envolvida. Show

Emanuelle disse...

Oi, Maíra!
É... hoje com essa coisa de viver postando nas redes sociais uma vida que nem sempre é real e aparentemente 100% feliz, nos bombardeia de pressa e ansiedade pra alcançar coisas e aí sermos felizes enfim. E sim, nem tudo depende só da gente, precisamos esperar muitas vezes. E é aí que a paciência, a esperança e a fé são testados.
Li um livro faz tempo do Deepak Chopra: A Fonte da Felicidade Duradoura. Olhando assim parece até mais um desses livros de auto-ajuda com repetições de ideias, mas na verdade não. Ele traz uma perspectiva muito interessante sobre a felicidade. Depois de ler eu acabei conseguindo controlar um pouco mais essa pressa. Ainda sou muito ansiosa, mas bem melhor que antes. Aconselho a leitura!

Beijos! Volto mais vezes!
http://emanuellefigueiredo.blogspot.com.br/

Zélia Cardoso disse...

Nossa, gostei bastante do seu texto.. enfim, te indiquei para responder uma tag lá do meu blog, espero que goste *-*

http://zeliiac.blogspot.com.br/2016/03/tag-irmandade-das-blogueiras-do-mundo.html

Renato Barbosa disse...

Criticamente fã de suas reflexões... tudo permeado dentro de sensações empiricamente humanas...