Sugestões para não "estacionar" em Agosto



Para não estacionar em agosto é preciso antes de mais nada força de vontade. Força para encarar os dias e vontade de vivê-los. Não vou julgar quem escolheu estacionar na primeira vaga que encontrou. Vou dar mais motivação aqueles que assim como eu querem atravessar a rua para continuar o caminho na próxima esquina ou os que estão no meio dela conduzindo para uma direção. Só tenha cuidado para não ser atropelado ou bater em algum lugar. As pessoas geralmente estão com pressa e com falta de paciência. É preciso ter cautela e disciplina, a ansiedade e a ganância também atrapalha. Temos que desviar dos que estão parados no meio do caminho e até mesmo daqueles que têm a intenção de nos atrasar.  É preciso atenção, muita atenção para não se atrapalhar. 

Para não estacionar em agosto é necessário aprender a falar, a se expressar da melhor maneira para ser compreendido. Dê o máximo de você, se entregue aquilo que tem vontade e faça por merecer. Se não der certo, não pare, tente de novo. Não precisa esperar até setembro para começar, pode ser tarde demais. Então, faça assim: Comece. Se não der certo comece logo em seguida. Não perca seu tempo, não espere o próximo sinal abrir para continuar, mas vá devagar até poder ultrapassar. É aos poucos que o caminha vai se abrindo. 

Para não estacionar em agosto é preciso se conhecer, saber os seus limites e reconhecer suas falhas. É preciso saber medir cada consequência para não ultrapassar os caminhos sem admirar a beleza deles. É preciso dar um tempo, resgatar forças e começar de novo. Mas pouco tempo, o necessário para encher o tanque, olhar em volta e dar a partida. Não se acomode, não crie marcas, não faça repousos. E quando chegar em setembro comemore, mas depois continue e faça o mesmo até terminar todo o ciclo para começar de novo. Lembre-se que a vida é uma constante mudança. 

Para não estacionar em agosto leia, leia muito. Livros, textos, artigos, notícias, romances. Mantenha-se informado, só não fique muito tempo em frente a TV e não acredite em todo vê. Desconfie, você tem esse direito. Dê a sua opinião e aprenda a respeitar a do próximo. Preste atenção nas pessoas, nos olhares, nas atitudes, nos pequenos gestos. Pode não parecer, mas isso conta muito. Tenha gratidão e saiba perdoar mesmo não pedindo perdão. Se livre e ganhe espaço. Venha ver o pôr do Sol, admirar a Lua e contar estrelas. E como dizia nosso querido Caio Fernando Abreu, "...ter um amor seria importante..., mas se você não conseguiu, invente um ", mas não se esqueça: Aprenda que o amor próprio é o mais importante que qualquer outro amor.  

Maíra Cintra

2 comentários:

Andra disse...

Lindo!! Como você! <3

Tatiana disse...

Belas sugestões para atravessar a vida!! Parabéns!