Das coisas que me cansam.


Cansada dessas coisas miudinhas que me incomodam todos os dias e que mesmo sendo pequenas fazem um estrago enorme dentro mim. Cansada de ser alguém com sentimentos a flor da pele, que mesmo tentando lidar com isso, sente muito. Cansada de a cada decepção esperar de mim uma mudança e saber que muitas vezes é preciso passar várias vezes pela mesma situação para aprender a lidar com isso de verdade. Cansada de me machucar e ter que procurar um remédio para curar a dor, mesma sabendo que algumas coisas não tem remédio. Cansada de saber que certas palavras são feitas de mentiras e não poder dizer o que penso por não ter provas suficientes, mesmo que tendo todas as palavras na ponta da língua. Cansada de ignorar quem me ataca por trás e ter que escutar coisas de quem nunca se interessou em saber sobre as minhas razões. Cansada dessa gente que se faz de vítima, que põe a culpa nos outros e vive como um inocente escondendo seus próprios erros. Cansada dessa gente que reclama da vida por não ter nada do que reclamar e que olha para o próprio umbigo sem perceber o que acontece a sua volta. Cansada dessa gente que vai embora do nada e que depois volta para bagunçar tudo que arrumei no tempo em que fiquei sozinha. Cansada de ter que engolir sapos para manter a pose de pessoa equilibrada e de fingir que não ligo para que os outros falam de mim. Cansada de saber quem é o culpado e ter que escutar que o culpado sou eu mesma que permito que as coisas aconteçam na minha vida. Cansada de ver olhares tristes nas ruas e não ter coragem de perguntar se está tudo bem ou oferecer algo bom, mesmo que por mais simples que seja o meu gesto. Cansada desse orgulho que criei e do muro que construí para me proteger desse sentimento que congelei pelo fato de estar cansada de tudo isso. Por fim, quero descansar em mim para encontrar aquilo que me traga a paz absoluta, mas é quase impossível quando alguns fatos, mesmo que pequenos aparecem do nada e me obrigam a mudar a direção. É preciso desviar até mesmo das coisas que eu não conheço para me prevenir das coisas que não sei como irão ser, se irão passar em vão ou permanecer.   

Maíra Cintra

17 comentários:

Flavia Alvarenga disse...

Adoro absolutamente tudo que sente e que te faz escrever assim!

Anônimo disse...

Lindooo como todos os outros!!!

Margareth Vrielink disse...

Lindo texto !! Me identifiquei com cada palavra sua Maíra ...
Parabéns !!

Anônimo disse...

Engracado como as pessoas de um modo geral se identificam com os dizeres de outras, é como se você estivesse escrevendo o meu desabafo ou de você própria, dizendo estar cansada das tuas proprias atitudes e tambem de outras pessoas....enfim, do mesmo jeito que voce reclama que esta cansada de algo ou alguem, podendo ser eu este alguem, eu que leio aqui tambem estou cansada disso tudo, cansada de voce, das tuas atitudes, das minhas atitudes em relacao a voce ou de uma terceira pessoa que tambem se queixara de estar cansada das mesmas coisas que me cansam e te cansam. Muito complexo. Acho simplesmente que todas as pessoas JULGAM muito e sao tao falhas quanto seus julgamentos.

Anônimo disse...

Seus textos são sempre perfeitos!

Débora Gomes disse...

Como podem pessoas usando palavras como corda para se enforcar. Isso são meras palavras, poesias dramáticas, ficção em tons reais. Como existem pessoas tão pequenas ao ponto de vestirem todas as carapuças possíveis. Meu Deus.

Anônimo disse...

Olá Maíra, gostaria muito que você escrevesse um texto sobre solidão, timidez, dificuldade em encontrar um amor... eu me sinto sozinha, mesmo rodeada de pessoas, quando alguém quer cv comigo eu fujo, não consigo me relacionar com ninguém, todo mundo que se aproxima vai embora, pq eu não tenho assunto, me sinto horrivel, as vezes dá vontade de sumir e as vezes até morrer :( queria tanto ler alguma coisa que me animasse, me fizesse sentir viva... minha vida tá uma merda e eu não tenho com quem contar.. desculpe meu desabafo ;(

Maíra Cintra disse...

Olá Anônimo. Bom... primeira coisa: Não tenha medo da solidão, é ela que te faz encontrar, se conhecer,ter paz. É na solidão que descobrimos de onde vem as nossas aflições. Não fuja de nada e nem de ninguém. Encare as sua dificuldades, descubra seu ponto forte e fraco, se enfrente, enfrente seus medos que eles desaparecerão. E um dia vc descobrirá que nem todos nascem com a bunda virada pra lua, que a vida não é mil maravilhas, mas que a gente só vai se dar bem com o próximo depois que descobrimos a nos amar como somos. E acima de todas as coisas, não se importe para o que os outros falam, não sou exemplo disso tudo que falei, mas aprendi a superar muitas coisas assim. Grande abraço!

Shana disse...

Seus textos são maravilhosos e quem vem comentar contra é com certeza um(a) coitado(a) que não consegue se expressar e vive a se atormentar com seu talento... Parabéns Maíra!Na torcida para existirem livros de sua autoria! Beijoss!!

Marina Cintra disse...

Texto maravilhoso! Como todos os outros..
Mas o mais engraçado mesmo, é ver como as pessoas ao lerem o texto se auto identificam com os fatos. Perdem o tempo de virem como "Anônimos" criticar algo que pelo visto a carapuça serviu né ?! hahaha
Engraçado eh isso meu caro Anônimo(a), engraçado é sua falta doq fazer por aqui. Então se vc esta 'cansada disso tudo' e cansada da minha irmã.. oq vc faz por aq? hahaha no fim, a gente tem que rir da piada que vc fez de si mesma.

Bruna Freire disse...

Simplesmente incrível! Amei seu blog, seus "pensamentos" rs.

Apenas uma garota disse...

Sem palavras! Adoro tudo o que você escreve! Sem contar que me identifico com a maioria! Muitas vezes é difícil juntar tudo o que se está passando, sentindo e colocar em um texto.. incrível sua facilidade em fazer isso! Parabéns Maíra Cintra :)

Jéssica F. disse...

Me identifiquei muito com o texto. Você escreve muito bem. Beijos.

Mª Fernanda Probst disse...

Caraleo menina! Que texto flórida! Me descreveu tão bem. Vivemos em uma sociedade repleta de máscaras, armaduras e alterego.

Beijos
Fefê.

,,
*

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, claro que irei retribuir seguido
também o seu blog. Minhas saudações.
António Batalha.

Fernanda Nasciemnto disse...

Lindo texto..

Dani Moreira disse...

Nossa que texto lindooo! Me descreveu completamente ... exatamente assim que me sinto - Cansada!!!