Escrever.


Eu escrevo para me libertar de mim mesma, para me livrar de alguns pensamentos que ficam latejando por dentro. Escrevo para não me explodir de sentimentos ruins e para me preencher de coisas boas. Escrevo para respirar com calma e deixar leve a alma. Eu escrevo para não perder o equilíbrio, para não perder meu foco e nem o sentido da vida. Escrevo com os pés no chão e com a cabeça nas nuvens. Escrevo para descrever a minha imaginação e para por em prática a minha intuição. Escrevo simplesmente para não deixar o tempo passar em vão. 

Escrevo porque sinto prazer com isso, da mesma maneira que algumas pessoas sentem dançando, jogando ou até mesmo dormindo. Escrevo para tentar me entender, para tentar entender as pessoas e o que acontece em minha volta. Aprendi a enxergar beleza nas palavras e descobri que elas podem contribuir com o que eu escrevo. Gosto da maneira como elas soam e como elas combinam com o meu pensar, com o meu agir e com o meu falar. Gosto da forma que elas interagem com os meus sentimentos mais loucos, da forma que se manifestam, que vibram, que me fortalecem.

Eu escrevo para mim e com isso escrevo para os outros. De dentro pra fora, sempre deixando uma cópia no coração. Conto alguns contos, com algumas prosas indefinidas e algumas mensagens mal entendidas. Não escrevo inteiramente sobre a minha pessoa, mas também sobre o que eu vejo em outras pessoas. Escrevo o que sei e o que não sei. Eu não sou o que escrevo e nem pretendo ser, sou o que penso e muitas vezes não sigo a minha maneira de pensar. E não adianta, as pessoas nunca vão entender que eu não escrevo para que gostem, nem para se identificarem e muito menos para concordarem comigo. Eu escrevo para expor meus sentimentos e não para querer "me expor". Muitas pessoas se enganam sobre o que eu escrevo, acham que escrevo tudo que sinto, mal sabem que eu escrevo para esconder o que sinto de verdade. E não importa o que pensam, eu escrevo para não me importar com isso.  

Maíra Cintra

2 comentários:

Marina Cintra disse...

Ótimo! Bjoos teamoo

liviagarcia82 disse...

Parabéns Maíra pelo texto.Também me sinto assim ao escrever, é uma eficiente terapia quando precisamos expor nossos pensamentos e sentimentos.