Equilibrista

Não quero depender de quem não depende de mim para ser feliz. Nem tentar fazer feliz alguém que me deixa triste. Não quero ter que chorar, tentando convencer alguém sobre quem eu sou. Nem ter que compreender alguém que nem se esforça em me entender. To cansada de bater na mesma tecla, de dar murro em ponta de faca. Não quero mais ter que escutar bosta e fingir que não ouvi só para não piorar as coisas. As pessoas só enxergam a si mesmas e quando você tenta perdoá-las, te machucam de novo. É quase que um convite para você odiá-las. Eu mesma não gosto desse sentimento, é ruim, corrói por dentro. É preciso esquecer, se doar, de alma e coração. Mas é quase que impossível. Você só vai sentir que perdoou quando você lembrar das decepções de uma forma que não se sinta pesada, que se sinta leve consigo mesma. Mas quando isso acontece? As pessoas se machucam à toa, uma palavra, muitas vezes, fere mais que uma mentira. É como se você carregasse todas no seu subconsciente e lembrasse delas nas horas em que mais quer esquecê-las. E quando uma coisa não dá certo, parece que nada mais vai dar. As próprias expectativas nos decepcionam, daí você lembra da fé, e resolve usá-la porque não enxerga outra alternativa para se manter de pé, forte, com sorriso no rosto só para não ter que mostrar as suas fraquezas, porque tem vergonha de assumi-las. A verdade é que de nada adianta, enquanto estiver tudo meio torto, meio arriscado, na corda bamba, vou tentando me equilibrar porque eu tenho a obrigação de nunca me deixar cair. Temos que tentar atravessar, por maiores que sejam as dificuldades, as coisas ainda podem ser melhores do lado de lá...

Maíra Cintra

20 comentários:

Helio Tadeu Moscatelli disse...

Nao me importo, pra mim vc pode repetir quantas vezes quiser o mesmo elogio..


www.desenhadinho.com

Cicero Edinaldo disse...

adorei a postagem1 a cada dia eu viro fã das suas ideias lunaticas! bjos, tchau! confira blogestarcomvoce.blogspot.com

Denise Portes disse...

O caminho é esse, querida, persistência e meta.
Beijos
Denise

Diogo disse...

Ótimo post e blog. Amo blogs de pensamentos do própio dono do blog. Seguindo vc, se poder visita meu blog de pensamentos tbm. (:
Abraços e parabéns!

diogopensamentos.blogspot.com

Fernando disse...

Minha querida, parece que você entrou em minha antes de escrever esse texto. Condiz exatamente com o que tenho passado e refletido ultimamente... cada vez me convenço mais de que neste mundo viemos para andar sós... não que as pessoas não fossem necessárias, elas são FUNDAMENTAIS sim, mas em nenhum momento podemos nos anular em detrimento de agradar os outros ou pior, depender deles para nos sentirmos bem.
É isso aí, me identifiquei muito com tudo que você disse! Um abraço!

Fernando disse...

Quis dizer "parece que você entrou em minha alma"

paradigmas universal disse...

As pessoas sempre tentando equilibrar suas emoções...

Ricky Oz disse...

Muito bem escrito, e com uma bela mensagem do que acontece com muita gente... mandou bem...

http://rickyoz.blogspot.com/

Iasmin Cruz disse...

Oi, passando para fazer uma visita, e convidar.

participe: http://iasmincruz.blogspot.com/2011/09/perguntem.html

A Diva disse...

Passando para marcar presença, teu blog tá lindissimo!!!
Sabes que Também tenho um blog, sobre esmaltes e unhas afins, então te espero no meu cantinho:
http://maniasdadiva.blogspot.com/
Bjinhos!!!

neetho brasil disse...

Segunda vez que venho aqui e nem me decepciono com seus textos, cara, eles são muito bons. Sério *-*

Espero você no meu heinnn :)
http://amigoperigo.blogspot.com/

beiju

Mulher e Loba disse...

Penso assim muitas vezes, mas não sei agir assim, sou das que reacredita e pago um preço alto por isso ...rsrs

Jaquellinee disse...

Sem palavras para descrevi o que eu sinti, então faço de todas as suas palavras as minhas. Conrdo com tudo que está escrito..


Seguindo

Marina Cintra disse...

Que texto lindo, expressivo, má!
Somos todos ou pelo monos a maioria.. equilibristas!

Gislaine disse...

Nunca devemos desistir sem saber como vai ser o lado de lá!
Lindo texto

Maíra Cintra disse...

Pessoal, obrigada pelos comentários!
Leio todos com muito carinho!
Beijos

Maris. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maris. disse...

Muito lindo *-* http://todaetoda.blogspot.com/

Anônimo disse...

é... problema é a tal querida esperança... as vezes ela atrapalha, te para, te engana.

mt bom texto heim.
parabéns

Vick Rodrigues disse...

Cara, vou escrever a primeira coisa que me veio na cabeça. Eu sou fã deste lugar, talvez seja a primeira vez que eu comento ou leio algo aqui, mas li tudo o que pude e comentei em todos os que tive vontade. Sério, gosto muito desse espaço, não sei quando foi, mas ainda bem que eu comecei a seguir este blog. Maíra, você escreve muito bem, pelo menos pra mim. Escreve exatamente o que eu gosto de ler, o que me prende e o que me fascina. Pode crer que agora eu vou estar mais seguido aqui te incomodando! Beijos