Ei, psiu!

Não precisa gritar, meça suas palavras e me escute antes de me julgar. Elas me machucam sem você perceber. Não me deixe aqui sozinha, não vai embora sem me deixar falar. Não concordo com o que diz, nem sou obrigada a aceitar. Até quando irei ouvir definitivamente não sei, até onde irei levar e até que ponto irei aguentar. Perfeita não posso ser, mas talvez a melhor que você achar e a única que pode fazer valer. Já sentimos a dor da distância, já provamos o sabor amargo de outros beijos e de nada adiantou por culpa dos nossos desejos. A realidade é que não iremos encontrar outra pessoa para colocar no lugar, o mundo está perdido e você sabe disso. Então, aceite-me como sou, não há ninguém igual a mim, essa é a única garantia que te dou. Estou com você, caminhando na mesma direção e unidos num mesmo coração.

Maíra Cintra

2 comentários:

Michele disse...

Seja bem vinda lá no blog. Adorei teu espaço. Já estou te seguindo.

Um beijo,
Mih

Rafael Martins disse...

Muito interessantes as suas postagens... parabéns pela criatividade!