Sentir


Há várias formas de sentir. Todos nós necessitamos de um contato humano, da sensibilidade e dos cuidados para nos sentir seguros. Quando a gente ama, a gente sente pelo contato da pele, pelo beijo, pelo abraço, ou até mesmo pelo olhar, por telepatia, pelo modo de falar. A gente sente quando tem amor. Ninguém pode escolher como se sentir, mas sim, o que fazer a respeito. Podemos sentir-nos tristes, felizes, cansados. São vários sentimentos, visíveis ou não, provocados por infinitas circunstâncias, por qualquer tipo de relacionamento. Mas só quem ama consegue saber o que o outro sente, quando o sentimento é físico é fácil perceber o estado emocional de cada um. O amor de Pai e Mãe define-se pelo cuidado, pela modo de preocupar-se. Uma família só é feliz quando tem amor. Assim como uma amizade, ela só é verdadeira quando compreende o outro. Muitas vezes o amor não é correspondido pelo outro da mesma forma, mas não deve amar pensando em receber o mesmo amor em troca. O amor não deve ser esperado, o amor acontece sem querer. Amar alguém resume-se em sentir, entrar em contato ou não. O amor é um sentimento só, e só se sabe a diferença quando verdadeiramente se ama alguém.

Maíra Cintra

4 comentários:

Rómy Pinto disse...

Maíra (sou a Rómy do blog Rosa poesia em Flor, amiga da Luiza Helena) confesso para vc que fiquei sem palavras...Seu blog é simplesmente maravilhosoooo...Deixei-me levar afinal é com muito prazer que confesso que já era lunática rsss, mas agora sou muito maisss (pois estou a seguir este seu espaço lindooo)! Bjinhossss

Raphaela disse...

Olá! Eu queria saber se você tem interesse em fazer parceria, assim eu ajudo na divulgação do seu blog e você no do meu!
Abraço,
Raphaela

www.gliteryinthemirror.blogspot.com

Fran disse...

"o amor não deve ser esperado"
E não deve mesmo, nunca.

Beijos!

Raphaela disse...

Oie Maíra!
Estou linkando seu blog no meu, na página de links e na pagina principal vc procura por BLOGS QUE BRILHAM!

Obrigada!!